Top

Utilizando a internet para o envio de pedidos e programar as entregas

As compras sempre estiveram atreladas as visitas de vendedores dos fornecedores. Aproveitava‐se a visita do representante para emitir o pedido, e o representante levava o pedido assinado para sua fábrica ou para seu representado.

Esta prática tem sido abolida, transformando a atividade de envio de pedidos ou de programas de entrega muito mais fácil: – Quando temos um pedido em aberto com o fornecedor – Uma atividade a ser realizada via EDI ou internet, diretamente à fábrica que irá fornecer os itens encomendados.

Neste momento se envia cópia do pedido ao representante para que ele execute eventuais conferências sobre o que foi combinado.

Entende‐se também que uma visita de representante deve ser para efetuar negócios e demonstrar novos produtos e não para ir apanhar pedido. O ciclo de compras deve ser comandado pelas necessidades de reposição dos estoques, o que pode ser feito diretamente pelos computadores, conforme a necessidade de demanda.

 

Comprando e programando as entregas

Limitando a quantidade de fornecedores

O conceito de fornecedores únicos, largamente utilizado hoje na indústria deve nortear também a atividade de compras do varejo. É lógico que o varejista, na grande maioria dos casos, não pode se restringir a uma única marca de produto de cada categoria, pois isto reduziria o interesse de seus clientes face ao sortimento pouco interessante.

É preciso entender, entretanto, que devemos evitar trabalhar com fornecedores que contribuam com valores de venda pouco significativos. Os custos de selecionar, desenvolver e manter controle sobre um fornecedor é alto e, portanto, devemos tentar reduzir o número de fornecedores ao mínimo que os clientes desejam.

O entendimento da importância do varejo na economia brasileira e a discussão de suas características e função dos canais de marketing, procurou‐se analisar o cenário atual do varejo brasileiro e sua recente concentração em grandes redes nacionais, cuja elevada concorrência pela participação de mercado tem aumentado e o maior poder de barganha vem dificultando as operações dos pequenos varejistas.

Nosso objetivo é transformar esforços em resultados.

“Não lute apenas para ter grandes clientes. Trabalhe para conquistar bons e fieis amigos”

Posts Recentes
Sem comentários

Publicar um comentário


versão - outubro 2018