Top

Como facilitar o controle de estoque com coletores de dados

Controle de estoque com coletores de dados é uma realidade cada vez mais presente nas empresas. Estes equipamentos têm sido amplamente adotados, pois oferecem inúmeros benefícios para os processos envolvidos na gestão de armazenamento de mercadorias.

Continue lendo para entender como o controle de estoque com coletores de dados pode ser um divisor de águas no seu negócio!

Outra etapa muito importante do efetivo controle de estoques é a integração das informações com os processos de vendas.

O que é controle de estoque?

Para começar, vamos relembrar rapidamente o que é controle de estoque. Em síntese, estamos falando do processo que garante manter os níveis corretos de armazenamento para atender a demanda e, ao mesmo tempo, os custos de estoque ao mínimo.

O controle de estoque eficiente permite que a empresa tenha a quantidade certa de produtos no lugar certo no momento certo. Ele garante que o capital não seja utilizado desnecessariamente e protege a produção (ou a aquisição) de mercadorias se surgirem problemas na cadeia de suprimentos.

Como funciona, basicamente, o controle de estoque?

O controle de estoque inclui acompanhamento e contabilização dos itens que a empresa vende, usa ou fabrica.

Compras

Saber exatamente o que está disponível em estoque ajuda a entender o que comprar, quando e quanto comprar. Isso é essencial para evitar o descompasso entre estar preparado para atender às demandas dos clientes e investir dinheiro de maneira descontrolada.

Administração dos valores das mercadorias

Os itens em estoque podem variar de valor e certas mercadorias podem ser perecíveis ou sazonais, o que pode influenciar a forma como gerenciamento é realizado. Daí que é imprescindível ter os custos e as margens de lucro bem documentadas.

Acompanhamento dos volumes armazenados

Também é importante calcular a quantidade de estoque que a empresa precisa manter para gerir o negócio com sucesso. Isso pode ser feito calculando a taxa de rotatividade de cada item e realizando um inventário periodicamente (mensal, semestral ou anual), que pode ser legalmente exigido para alguns negócios.

Cálculo de custo-benefício

Para gerenciar estoques com sucesso também é preciso encontrar um equilíbrio entre os custos e benefícios de manter as mercadorias armazenadas.

Os custos de exploração de estoque incluem o dinheiro gasto com a aquisição de cada item, bem como o que é investido para manter o armazém funcional e seguro, entre outros.

Integração com vendas

Outra etapa muito importante do efetivo controle de estoques é a integração das informações com os processos de vendas. Isso significa que o time comercial deve ter acesso fácil às quantidades de itens disponíveis para o fechamento de negociações, bem como para a criação de ofertas e promoções, por exemplo.

Tecnologia

Cada vez mais, as empresas têm utilizado softwares para otimizar e padronizar o controle de estoque. São sistemas que integram os diversos processos gerando uma sequência lógica de atividades e, consequentemente, permitindo uma visão panorâmica aos gestores (acompanhamentos através de dados sempre atualizados, disponíveis e de fácil análise).

Também é bastante comum a realização do controle de estoque com coletores de dados — como veremos a seguir.

Como facilitar o controle de estoque com coletores de dados?

A crescente informatização dos controles de estoque é bastante benéfica para as empresas. Ela torna o trabalho mais automatizado, reduz perdas e danos, evita gastos desnecessários, padroniza as atividades etc.

Ao fazer controle de estoque com coletores de dados, os gestores dão aos seus colaboradores mais mobilidade tecnológica; equipamentos de alta resistência e performance; permitem que inventários e conferências sejam realizados com facilidade, permitindo que as informações sejam transmitidas em tempo real.

Obviamente, para isso é preciso integrar os coletores ao sistema de gestão de estoque, treinar os profissionais para o bom uso do equipamento e criar processos que elevem a qualidade do trabalho realizado.

Fonte: Compex.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Sem comentários

Publicar um comentário


versão - outubro 2018